Sobre como construir o novo Reino (1)

paraiso

 

“Deveis ser sábios de acordo com a maturidade de uma época. Deveis estar alerta para discernir os sinais dos tempos. Sabeis que, quando a figueira mostra seus tenros ramos e sua folhas crescem, o verão está próximo. De igual forma, quando o mundo houver superado o longo inverno da mentalidade material e assistirdes à vinda da primavera espiritual, então sabereis que é chegado o verão para a minha nova visita.

Tomé pergunta a Jesus: Posto que vais voltar para terminar o trabalho do Reino, qual deve ser nossa atitude enquanto estiveres fora, nos assuntos do Pai?

Nem sequer tu, Tomé, consegues compreender o que venho dizendo. Não vos tenho ensinado que vossa relação com o Reino é espiritual e individual? Que mais devo dizer-vos? A queda das nações, a ruptura dos impérios, a destruição dos judeus descrentes, o fim de uma época, e mesmo o fim do mundo, que tem tudo isso a ver com alguém que crê neste Evangelho e que assegurou a proteção da sua vida na segurança do Reino eterno? Vós todos que conheceis Deus e acreditais no Evangelho já recebestes a segurança da vida eterna. Uma vez que vossas vidas estão em mãos do Pai, nada vos deve preocupar. Os cidadãos dos mundos celestiais, os construtores do reino, não devem se preocupar com os abalos temporais ou se preocupar com cataclismos terrestres. Que vos importa que as nações desapareçam, as épocas acabem ou todas as coisas visíveis caiam, se sabeis que vossa vida é um presente do Filho e está eternamente segura no Pai? Tendo vivido a vida temporal com fé e tendo entregue os frutos do espírito como prova de serviço por vossos semelhantes, podeis olhar adiante com confiança.

Cada geração de crentes deve levar adiante sua obra, com vistas ao possível retorno do Filho do Homem, exatamente como cada crente em particular leva adiante sua vida com vistas à inevitável e sempre iminente  morte natural. Quando vos tiverdes estabelecido como Filhos de Deus, nada mais vos deve preocupar. Mas não vos equivoqueis! Esta fé viva faz se manifestarem, cada vez mais, os frutos daquele divino espírito que foi iluminado pela primeira vez no coração humano. O fato de haverdes aceitado ser filhos do Reino Celestial não vos poupará de conhecer o repúdio persistente dessas verdades que tem que ver com os frutos espirituais progressivos dos filhos encarnados de Deus. Vós, que haveis estado comigo nos assuntos do Pai na Terra, podeis até abandonar agora esse reino. Se virdes que não vos agrada a forma de serviço da humanidade ao Pai, como indivíduos e como crentes, ouvi enquanto vos conto uma parábola….” (continua)

 Livro: “Jesus disse” – J.J Benítez

One thought on “Sobre como construir o novo Reino (1)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s